Os princípios de Manovich e a interatividade nas redes sociais

A sequência de páginas que encontramos durante uma busca no Google e a transformação de textos/vídeos/imagens em números foram elementos estudados pelo pesquisador Lev Manovich. Ele criou cinco parâmetros (princípios) que definem a programabilidade da Internet.

“Para Manovich, inovações da sociedade industrial começaram a introduzir o tipo de experiência midiática que, com os computadores, atingiu seu ápice”. 

Cinco princípios de Lev Manovich:

 

  • Representação numérica
  • Modularidade
  • Automação
  • Variabilidade
  • Transcodificação

 

Representação numérica – é a capacidade de representar fotografias, vídeos e outros arquivos digitais nos computadores baseia-se nos princípios de representação numérica e modularidade.

Modularidade – é como cada unidade de uma mídia digital pode ser vista como um “todo” formado por mais unidades, até chegar às partes indivisíveis (os bits). Por exemplo, bits formam letras, que formam palavras, que formam parágrafos, que formam textos como este.

Automação – é, por exemplo, a  capacidade do Google de gerar páginas compostas de imagens ou links de outros websites ilustra perfeitamente a capacidade de automação da mídia digital. Os algoritmos de busca podem reunir as unidades das páginas em novas organizações. Também temos como exemplos os vários experimentos que o Facebook faz em seu algoritmo para mudar a relevância dentro das suas páginas de Feed.

Variabilidade – Esse nível de autonomia significa que em cada operação, cada vez que usamos
um software, as experiências serão diferentes. As nuances podem sofrer desvios de diversas nascentes: diferentes peças de hardware, qualidade e resolução da tela do monitor, preferências pessoais selecionadas nos menus do software etc. Neste caso, também podemos citar as mudanças que um Aplicativo tem quando acessado via celular Android ou via iPhone. Sua apresentação pode variar dependendo do dispositivo.

Transcodificação – é mudar o formato de um produto de mídia. Exemplo: transformar uma Página de Facebook com seus posts de texto, vídeo e foto em uma planilha de Excel com seus dados organizados em gráficos e tabelas.

Os dados de Analytics das Redes Sociais, entre outros, podem ser exportados para outros formatos (XLS, CSV). Com isso, fazemos a transcodificação de uma Página da Internet para uma Planilha da Microsoft.

Gostaram? Continue acompanhando que o Blog Social Media sempre vai divulgar as novidades do mercado e os artigos que embasam de acordo com a teoria. Bons estudos!

Conheça a Escola de Redes Sociais. Cursos online e presenciais.  Pagamento no Débito, Crédito ou Boleto. Vamos estudar?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s