Planejamento estratégico de comunicação em Assessoria de Imprensa

A sequência das fases de um planejamento estratégico de comunicação em Assessoria de Imprensa – segundo Gisele Lorenzetti e Eduardo Ribeiro – é:

  • Planejamento e diagnóstico;
  • Análise e interpretação;
  • Planejamento de relações com a imprensa;
  • Execução;
  • Mensuração de resultados.

Este é um modelo de planejamento estratégico de comunicação apresentado no livro “Assessoria de imprensa e relacionamento com a Mídia”, organizado por Jorge Duarte. Além de ter um objetivo bem claro, ser baseado nos valores e na missão da empresa, é importante também saber medir e avaliar cada ação.

Na fase do Planejamento e diagnóstico será necessário analisar o mercado de atuação (concorrentes, histórico e tendências); entender a missão, visão e valores;  análise da comunicação da concorrência, etc.

Isso não destacado no livro, mas creio que nessa fase também é importante fazer uma análise de como a assessoria de imprensa da organização e dos concorrentes trabalha com as Redes Sociais. Se existir uma empresa terceirizada, vale solicitar um relatório da evolução do trabalho nos últimos anos. Caso as publicações nas Redes Sociais sejam feitas pela própria assessoria, é necessário produzir (para ontem) esse relatório ou resumir os relatórios já existentes.

A fase Análise e interpretação deve, segundo os autores, contemplar a análise da matriz SWOT (sigla para Forças/Strengths, Fraquezas/Weaknesses, Oportunidades/Opportunities e Ameaças/Threats.

No Planejamento de relações com a imprensa serão definidas quais as mensagens-chaves que serão usadas pela empresa, quais são os veículos estratégicos e quem serão os porta-vozes. Sugiro – nesta fase- organizar uma lista com todos os perfis de veículos ou repórteres importantes para a área de atuação da empresa.

Na Execução serão definidas as ações que serão implementadas e sua frequência no cotidiano do relacionamento com a imprensa. Exemplo: ações para apresentar as fontes à imprensa, pautas exclusivas, press releases, press tours.

Também é nesta fase – que os autores ressaltam – que devem ser estabelecidos quais os indicadores serão usados para fazer a avaliação dos resultados. Leia-se: indicadores que mostrem objetivamente os resultados por meio de relatórios! Pense em indicadores, evolução, resultado.

A fase de Mensuração de Resultados não é o momento de escolher indicadores. É a fase de organização dos dados. Fase de usar o Excel como se ele fosse se melhor amigo para apresentar o desempenho das ações planejadas. Bom né?

Aqui no Blog há muitas dicas de como organizar um relatório. Bons estudos! Qualquer dúvida, avise.

———————————————————————————————————————————

Conheça o Livro “Redes Sociais – Estratégias de Monitoramento” (Editora Nova Terra, RJ) e adquira conhecimento sobre análise de dados de redes sociais. Pagamento no débito, crédito ou boleto. Dúvidas? Envie um comentário! 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s